Farroupilha Esporte Clube

Por José Henrique M. Feitosa – 25 de março de 2020

Uniforme de 1947

FICHA DO CLUBE

NOME OFICIAL: Farroupilha Esporte Clube
FUNDAÇÃO: 07 de dezembro de 1936
LOCALIZAÇÃO: Recife (Arruda) – Capital
CORES OFICIAIS: Azul, Vermelho e Branco
MASCOTE: ???
CAMPO OS ESTÁDIO: ???
STATUS ATUAL: Extinto

O Farroupilha Esporte clube, foi uma agremiação de futebol que nasceu no bairro da Encruzilhada no Recife em 07 de dezembro de 1936, mais logo se mudou para o Arruda, em sua história o clube disputou a antiga edição da 3ª divisão pernambucana na década de 1940 e também a antiga 2ª divisão na mesma década.

Dentre os clube amadores e menores da época no Recife o Farroupilha E.C. era um dos mais tradicionais e um exemplo de perseverança, pois como na maioria dos pequenos clube, os recursos eram escassos.

O Tricolor do Arruda (Não confundir com o Santa Cruz) excursionava para outras cidades de Pernambuco, onde vou destacar Garanhuns e Gravatá, onde o clube enfrentou o Sport Club de Garanhuns e o time do União, e o Centro Esportivo Gravataense.

Foto: Diário de Pernambuco – BND

Em 1947, o Farroupilha E.C. disputou a segunda divisão amadora pela primeira e única vez e não fez uma boa campanha, figurando entre os últimos colocados no grupo da Zona Norte.

Após a competição o clube não se aventurou mais em competições oficiais no estado, fechando a porta poucos anos depois.

FONTE: Diário de Pernambuco, Jornal Pequeno ambos na Biblioteca Nacional Digital.

Clubes Alternativos de Pernambuco no Brasileirão #01 – Clube Ferroviário do Recife

Por José Henrique M. Feitosa – 18 de março de 2020

Escudo de 1971-1972
Uniforme em 1971

FICHA DO CLUBE

Nome Oficial: Clube Ferroviário do Recife
Fundação: 17 de Março de 1928
Localização: Recife –Afogados–
Mascote: ???
Cores: Amarela e Vermelha (desde 1970)
Status: Clube Social e Amador
Última Competição: Copa Pernambuco (2008)

Fundado no final da década de 1920, mais basicamente em 17 de março de 1928 com o nome de Associação Atlética Great Western, e tendo modificado seu nome em meados na década de 1950 para Clube Ferroviário do Recife.

É um dos clubes mais tradicionais do Estado, tendo participado do Campeonato Pernambucano da 1ª divisão em 55 oportunidades, atrás apenas de Santa Cruz (105 p.), Náutico (104 p.), Sport Recife (103 p.), América do Recife (85 p.) e Central de Caruaru (58 p.). Com tanta tradição em participações no estadual iria chegar uma hora em que o clube iria para competições nacionais.

E a primeira participação foi no ano de 1971, no 1º Campeonato Nacional de Clubes, que hoje em dia conhecemos como o primeiro ano do Campeonato brasileiro da Segunda divisão, na ocasião o Ferroviário do Recife caiu na chave A depois de passar em segundo na chave eliminatória de Pernambuco, que continha o Náutico de Recife, Central de Caruaru e América do Recife, confiram a campanha do Ferroviário do Recife:

Chave Eliminatória de Pernambuco

Ferroviário do Recife 1×0 América do Recife
Ferroviário do Recife 1×0 Central de Caruaru
Náutico do Recife 1×0 Ferroviário do Recife

Após passar em 2º na chave eliminatória (atrás do Náutico) do Ferroviário do Recife caiu no Grupo A junto com os seguintes clubes:

A participação do Ferrim Pernambucano fez parte de uma grande reformulação na rede ferroviária de todo o Brasil, onde para o Ferroviário do Recife tinha-se em mente a construção de um estádio na Vila Ipiranga, para que o clube pudesse mandar seus jogos sem ser na Ilha do Retiro, Aflitos ou Arruda e consequentemente atrair torcida para o tradicional clube, estádio esse que nunca saiu do papel.

Outra mudança no clube foi de suas cores passando a usar oficialmente o Amarelo, Vermelho e Branco a partir de agosto de 1970, em sua história, o clube iniciou com o Vermelho e branco, Grená, Verde e Branco e o Amarelo e Azul.

Ferroviário do Recife no ano de 1971 – Foto: Diário de Pernambuco (BND)

Mais voltando ao Campeonato brasileiro da Série B de 1971 o clube que apesar de ser tradicional, não conseguia boas campanhas no estadual, e no certame nacional não foi muito diferente, o clube jogou 06 partidas e não venceu nenhuma, confiram:

Ferroviário/CE 1×1 Ferroviário do Recife/PE
ABC/RN 0x0 Ferroviário do Recife/PE
Ferroviário do Recife/PE 3×3 ABC/RN
Ferroviário do Recife/PE 1×2 Campinense/PB
Campinense/PB 2×0 Ferroviário do Recife/PE
Ferroviário do Recife/PE 1×2 Ferroviário/CE

Com os resultados o clube acabou na última Colocação da Chave A, sendo desclassificado ainda na primeira fase.

No ano de 1972, o Ferroviário do Recife conseguiu junto com o América do Recife a classificação em Pernambuco e ambos caíram na Chave C, confiram:

Botafogo – PB

E estes foram os jogos do Ferroviário do Recife:

CSA-AL 2×1 Ferroviário do Recife-PE
Botafogo-PB 2×1 Ferroviário do Recife-PE
Alecrim-RN 0x2 Ferroviário do Recife-PE
Ferroviário do Recife-PE 0x0 América-PE
América-PE 2×1 Ferroviário do Recife-PE
Ferroviário do Recife-PE 1×1 CSA-AL
Botafogo-PB 4×0 Ferroviário do Recife-PE
Ferroviário do Recife-PE 1×1 Alecrim-RN

Como podemos ver o Ferroviário do Recife mais uma vez não fez uma boa campanha e acabou na lanterna e consequentemente eliminado da competição precocemente, encerrando assim as suas participações no Campeonato Brasileiro da Segunda divisão.

Atualmente o Ferroviário do Recife encontra-se licenciado do Futebol Profissional desde o ano de 2009, funciona atualmente como um Clube Amador e utiliza sua sede para shows e eventos sociais.

FONTES: Biblioteca Nacional Digital – Jornal Diário de Pernambuco, Rsssf Brasil, Futebol Nacional e Bola na Área

Copa do Interior das Liga Municipais

Por José Henrique M. Feitosa, 10 de março de 2020

O ano é 2020, ano de Copa do Interior das Ligas Municipais, competição que reúne as seleções Municipais filiadas a Federação Pernambucana de Futebol como o próprio nome já diz.

É o principal campeonato amador do estado de Pernambuco, por conseguir mobilizar tantas cidades, e levar o público as estádios, para acompanhar a competição que é disputada desde 1936, sendo que regularmente de dois em dois anos a partir de 1997.

O Futebol no interior já na década de 30 demonstrava o grande potencial que tinha para poder brilhar entres os grandes da capital, a maior prova disso foi foi o time do Central de Caruaru, que antes mesmo de entrar no Campeonato Pernambucano disputou e venceu com autoridade os vários amistosos com clubes da capital, que entre entre eles estavam o Torre, Flamengo de Recife e Atheniense.

Ainda na década de 1930, outra cidades também já se destacavam no futebol e outro exemplo era Limoeiro com os clubes Colombo e Centro Limoeirense, a cidade de Moreno com o Societé E.C, a cidade de Vitória de Santo Antão com o Sport Club Vitória e a cidade de Garanhuns o o time da AGA, essas cidades já demonstravam o grande interesse pelo esporte bretão aqui em Pernambuco, e todas sem exceção tinham pretensões de colocar seu representante no campeonato pernambucano.

Porém como todos devem saber não é fácil conseguir apoio e profissionalizar um time de futebol, ainda mais na década de 1930, a solução que essas cidades então encontraram foi a organização de um campeonato a parte, onde esses clubes pudessem representar suas cidades em uma Copa, e assim em 1936 com o apoio da FPD (antecessora da FPF-PE), surgiu o Campeonato Intermunicipal de Futebol com os seguintes clubes:

Central Sport Club – Caruaru
Sport Club Victoria – Vitória de Santo Antão
AGA – Garanhuns
Societé Esporte Clube – Moreno
Sport Club Santa Therezinha – Água Preta
Colombo Sport Club – Limoeiro
Comercial Sport Club – Ribeirão
Floresta Sport Club – Floresta dos Leões (Cidade de Carpina atualmente)

O grande campeão desta primeiríssima edição foi o time do Colombo Sport Club de Limoeiro, derrotando o Central de Caruaru na final.

Sendo assim desde a primeira edição em 1936 já tivemos um total de 44 edições já disputadas da Copa do Interior onde nem sempre o seu nome foi Copa do Interior e nem tão pouco sempre foi disputada apenas por seleções municipais durante esse final de semana pesquisei sobre a Copa do Interior e montei um grande quadro com todos os campeões da Copa do Interior, 03 quadros com as seleções campeãs e 01 quadro com os clubes campeões, confiram:

Com exceção de 1936 (ano em que nenhuma liga citadina tinha sido fundada), quando a Copa do interior foi disputada por clubes os motivos eram sempre os mesmos, as Ligas não estavam em dia com as obrigações perante a FPF-PE e a competição sempre era realizada com o campeão da cidade da liga que estava sem condições, esse fato aconteceu em 1962, 1964, 1965 pela Taça Pernambuco e em 1973, 1980 e 1981.

Outro fato bastante interessante, que em minha pesquisa pude encontrar e confirmar mais 03 campeões em edições nunca listadas antes, foram elas, 1954 (Liga Desportiva de Escada campeã), 1970 (Liga Desportiva Petrolinense campeã) e 1976 (Liga Desportiva de Goiana campeã), onde em várias listas na internet apontando os campeões de todas as edições não apontava esses anos, ou seja o Blog Acervo Futebolístico Pernambucano trás em primeira mão essas seleções campeãs que não foram listadas.

Matéria no ano de 1954 do Diário de Pernambuco, Foto – Diário de Pernambuco na BND
Recortes da data de 23 de março de 1971 – Imagens: Diário de Pernambuco na BND
Recortes do dia 26 de abril de 1976, quando a Copa do Interior foi disputada na categoria de Juvenis e vencida pela Seleção de Goiana – Imagens: Diário de Pernambuco na BND

Explicando uma situação aos leitores é que durante as décadas de 1960 e 1970 muitos campeonatos realizados em Pernambuco (principalmente os amadores) tinham o início no segundo semestre de um ano e finalizava entre março e maio do ano seguinte e com a Copa do Interior não foi diferente, pois Garanhuns campeão de 1969, conquistou o título em 1970, Petrolina campeão de 1970 conquistou seu título em 1971, Gravatá campeão de 1974, conquistou o título no ano de 1975, depois de denunciar que a seleção de Petrolina não tinha solicitado o alvará de funcionamento no ano de 1974, denuncia esta aceita pela Federação e entregando a taça ao time de Gravatá.

Outra explicação é que a Copa do Interior durante a década de 1970 foi inteiramente disputada na categoria de juvenis e juniores.

A Seguir as cidades que contam com uma Liga Desportiva Filiada a FPF-PE:

1) Cabo de Santo Agostinho, 2) Jaboatão dos Guararapes, 3) Ipojuca, 4) Olinda, 5) Paulista, 6) Abreu e Lima, 7) Igarassu, 8) Goiana, 9) Timbaúba, 10) Nazaré da Mata, 11) Carpina, 12) Camaragibe, 13) Paudalho, 14) Lagoa de Itaenga, 15) Limoeiro, 16) Surubim, 17) Toritama, 18) Santa Cruz do Capibaribe, 19) Vitória de Santo Antão, 20) Gravatá, 21) Bezerros, 22) Caruaru, 23) Cachoeirinha, 24) Lajedo, 25) Garanhuns, 26) Palmares, 27) São Bento do Una, 28) Belo Jardim, 29) Bom Jardim, 30) Sanharó, 31) Pesqueira, 32) Arcoverde, 33) Sertânia, 34) Afogados da Ingazeira, 35) Tuparetama, 36) São José do Egito, 37) Ibimirim, 38) Salgueiro, 39) Araripina, 40) Petrolina, 41) Serra Talhada.

Também tem cidade que tiveram suas ligas extintas ou desfiliadas ou ainda não reconhecidas como Escada, Itambé e Moreno.

Com isso aguardaremos o início da Copa do Interior do ano de 2020, a 35ª edição que é disputadas com seleções municipais, e que seja um ótimo campeonato, e as novidades você poderá conferir em nossa página no Facebook.

FONTES:

Biblioteca Nacional Digital (BND) – Jornal Diário de Pernambuco; — Pesquisa Pessoal —
RSSSF Brasil;
Site A História do Futebol;
Wikipédia;
Facebook – Pagina Copa do Interior;
Esportes News Arcoverde

Grêmio Esportivo Petribu

Por José Henrique M. Feitosa – 06 de março de 2020

Ficha do Clube

Nome Oficial: Grêmio Esportivo Petribu
Fundação: 
01 de maio de 1979
Localização: Carpina – Zona da Mata
Cores Oficiais: Verde e Branco
Mascote: Cana de Açúcar
Status Atual: Extinto
Última Competição Estadual: Campeonato Pernambucano Série A2 de 1996

O Grêmio Esportivo Petribu, foi um clube de futebol sediado na cidade de Carpina, localizada na Zona da Mata Pernambucana, o clube foi fundado em 01 de maio de 1979, e tem como mascote a Cana de Açúcar.

Fundado como um clube social pertencente a Usina Petribu, o clube se filiou a Liga Desportiva de Carpina e passou a disputar os campeonato locais e ao conseguir bons resultados locais o clube resolveu pular para o Profissionalismo, isso na década de 1990.

No ano de 1995 o clube disputou a Copa Pernambuco e em 1996 o Campeonato Pernambucano da Segunda Divisão, infelizmente não conseguimos os resultados do clube nestas competições.

O Alviverde Carpinense mandava seus jogos no demolido Estádio Osvaldo Freire, que pertencia a outra tradicional equipe de Carpina, o Santa Cruz.

Logo após 1996 o clube se licenciou do profissionalismo e voltou a competições locais onde se extinguiu e nunca mais retornou ao gramados.

Fontes: Futebol Nacional, Rsssf Brasil, Wikipédia

Palmares Futebol Clube

Por José Henrique, 05 de março de 2020

Uniforme Utilizado anos 2000

Ficha do Clube

Nome Oficial: Palmares Futebol Clube
Fundação: 
09 de junho de 1995
Localização: Palmares – Zona da Mata
Cores Oficiais: Vermelho, Azul e Branco
Mascote: ???
Status Atual: Licenciado
Última Competição Estadual: Campeonato Pernambucano Série A2

O Palmares Futebol Clube, é um time de futebol da cidade Palmares, que está localizada na Zona da Mata Pernambucana , o clube foi fundado em 09 de junho de 1995 e encontra-se atualmente licenciado.

Time do Palmares FC entre os anos de 2003 e 2004 – Foto: Halisson Cesar (Facebook)

O Tricolor da Mata Sul já esteve presente em 07 edições do campeonato pernambucano da série A2, onde sempre realizava campanha medianas e nunca chegou próximo de ascender para a elite pernambucana. Também já participou de 02 edições da Copa Pernambuco, onde também realizou campanhas medianas.

Série A2 – 1996, 1998, 2000, 2001, 2003, 2005, 2007;

Copa Pernambuco: 2003 e 2007.

O Clube mandava seus jogos no Estádio Municipal Ulisses Arcanjo de Oliveira, também conhecido por Ulissão, de capacidade para 3.000 torcedores.

Fontes: Futebol Nacional, Rsssf Brasil, Wikipédia

Centro Esportivo do Pina – Campeão Pernambucano da 2ª divisão de 1977

Por José Henrique, 29 de fevereiro de 2020

Uniforme de 1977

Ficha do Clube

Nome Oficial: Centro Esportivo do Pina
Fundação: 
03 de abril de 1934
Localização: Recife Capital — Pina —
Cores Oficiais: Verde e Preto
Mascote: ???
Status Atual: Amador
Última Competição Estadual: Campeonato Pernambucano Amador

O ano de 1977 ficou marcado em Pernambuco pelo fato da Federação Pernambucana de Futebol ter dado o pontapé inicial para o campeonato da 2ª divisão profissional e naquele ano o time da Associação Atlética Maguary da cidade Bonito foi a grande campeã.

Porém em paralelo a este campeonato acontecia o campeonato da 2ª divisão amadora, também conhecida como campeonato suburbano de Pernambuco.

E no ano de 1977 o grande campeão foi o Centro Esportivo do Pina, o grande rival do Expressinho Futebol Clube que conquistou o seu segundo título no certame, superando fortes candidatos como o próprio Expressinho, O Canto da Vila e o Bom Sucesso.

Assim publicou o Diário de Pernambuco em 08 de janeiro de 1978.

Centro Esportivo do Pina campeão em 1977 – Foto: Diário de Pernambuco

Fonte: Diário de Pernambuco.

Bom Sucesso Futebol Clube – Recife

Por José Henrique, 10 de fevereiro de 2020

Uniforme da década de 1970

Ficha do Clube

Nome Oficial: Bom Sucesso Futebol Clube
Fundação: 
1949
Localização: Recife Capital — Casa Amarela —
Cores Oficiais: Azul e Branco
Mascote: ???
Status Atual: Social
Última Competição Estadual: Campeonato Pernambucano 3ª Categoria

O Bom Sucesso Futebol Clube foi um clube de futebol da cidade do Recife, localizado no bairro de Casa Amarela, o clube foi fundado no ano de 1949.

Time do Bom Sucesso na década de 1960 – Foto: Valter Barros

Filiou-se a Federação Pernambucana de Futebol na década de 1970 e disputou por muitos anos a antiga segunda divisão amadora de Pernambuco, que atualmente é o Campeonato Pernambucano Amador do Recife, que ainda é Organizado pela FPF-PE.

Em seus anos de disputa na segunda divisão o clube Alvi-azulino de Casa Amarela sempre incomodou os considerados favoritos, tendo alcançado o vice-campeonato no ano de 1974, quando perdeu o título para o Expressinho do Pina que era o grande rival do clube .

Em minhas pesquisas, conseguir catalogar um título do Bom Sucesso, foi o do torneio Início da 3ª divisão no ano de 1980, o título veio em cima do seu rival o Expressinho do Pina, confiram a campanha do Bom Sucesso no Torneio Início de 1980:

1º Jogo
Bom Sucesso 1×0 Bandeirante
2º Jogo
Bom Sucesso 1×0 Caxangá
3º Jogo
Bom Sucesso 1×0 Gomes Maranhão
Final
Bom Sucesso 1×0 Expressinho do Pina

A 3ª divisão foi instaurada no ano de 1979 e substituiu a 2ª divisão, mais no papel eram o mesmo campeonato.

O Bom Sucesso Foi uma tradicional equipe do futebol amador do Recife, atualmente encontra-se extinto no futebol, sobrevivendo como um clube social nos dias de hoje.

Fica então registrado em nosso Acervo Futebolístico o Bom Sucesso Futebol Clube.

FONTES: BND – Diário de Pernambuco
FOTO: Valter Barros
ESCUDO: Renato Zaraskys