Associação Desportiva Cabense

Por José Henrique, 26 de janeiro de 2020

Associação Desportiva Cabense (atual) - Cabo de Santo Agostinho-PE

Ficha do Clube

Nome Associação Desportiva Cabense
Fundação 26 de novembro de 1995
Localização Cabo de Stº Agostinho – Grande Recife
Mascote Pássaro Azulão
Status Em atividade
Competição Copa Pernambuco 2019

A Associação Desportiva Cabense, ou simplesmente Cabense é um clube de futebol pernambucano que está sediado na cidade do Cabo de Santo Agostinho, cidade localizada na Região Metropolitana do Recife ou Grande Recife, o clube foi fundado em 26 de novembro de 1995, logo após o time do Destilaria Esporte Clube fechar seu departamento de futebol profissional. O mascote da Cabense é o pássaro Azulão, que em outrora era abundante na cidade.

 A fundação do time da Cabense é envolta de mistérios e histórias, alguns desportistas da cidade contam histórias de que o antigo Destilaria E.C. já sem a capacidade de se sustentar no futebol profissional se fundiu ao time amador da S.E.C. (Sociedade Esportiva Cabense), onde no qual surgiu a Associação Desportiva Cabense, já outra história muito falada seria de que o Destilaria Esporte Clube fechou as portas e simplesmente reabriu como a Associação Desportiva Cabense.

Mais então Destilaria Esporte Clube e Associação Desportiva Cabense são o mesmo clube? A resposta é sim e não, e eu vou explicar:

Sim para os torcedores da cidade do Cabo de Stº Agostinho que sempre consideraram a Cabense como Destilaria, quantas vezes eu ouvir “O Destilaria vai jogar contra quem?” e “esse time da Cabense era melhor quando se era o Destilaria”

Já para a Federação Pernambucana de Futebol o Destilaria Esporte Clube foi fundado em em 06 de junho de 1952 e a Associação Desportiva Cabense em 26 de novembro de 1995, se a Cabense tivesse mantido o em seu registro a mesma data de fundação do Destilaria (já que era da mesma cidade, o mesmo mascote, as mesmas cores, jogavam no mesmo estádio e tinham o mesmo endereço na época) seriam oficialmente o mesmo clube assim como o Vovozinhas, Santo Amaro, Casa Caiada, Recife e Manchete que sempre foram o mesmo clube, outro exemplo, o Great Western e Ferroviário do Recife que também são um só oficialmente e o Esporte e Atlético de Caruaru que também mudaram de nome.

Portanto, Cabense e Destilaria são clubes DISTINTOS oficialmente, mais no coração dos cabenses sempre serão um só.

Tendo explicado a grande dúvida sobre a Cabense, vamos ao seu histórico em competições oficiais no estado de Pernambuco.

Depois de ser fundada no final de 1995 o clube se entrou no Campeonato Pernambucano da 1ª divisão de 1996, e esta foi a campanha do Azulão Cabense:

Associação Desportiva Cabense - Escudo 1  AD Cabense - 1996

1º Turno

Centro Limoeirense 0x2 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Porto 2×1 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Cabense 0x1 Desportiva Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×2 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 0x0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 0x1 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ypiranga 1×2 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe

2º Turno

Náutico 2×1 Cabense – Aflitos/Recife
Sport Recife 3×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 1×1 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×1 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x0 Desportiva Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x3 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 2×1 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 0x1 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Central 2×0 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Desportiva Vitória 3×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão

3º Turno

Central 3×1 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Centro Limoeirense 2×3 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Cabense 0x4 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x1 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Náutico 0x2 Cabense – Aflitos/Recife
Cabense 1×0 Desportiva Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 2×0 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Cabense 2×1 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×3 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 1×1 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 1×0 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 2×0 Cabense – Arruda/Recife
Desportiva Vitória 3×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×0 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Em sua classificação final o time da Cabense terminou com os seguintes números:

32 jogos;
32 pontos conquistados;
09 vitórias;
05 empates;
18 derrotas;
28 Gols marcados;
48 gols sofridos;
6ª colocação final entre 12 clubes.

Além do estadual da 1ª divisão a Cabense também disputou a Copa Pernambuco de 1996.

Associação Desportiva Cabense - Escudo 3

AD Cabense - 19972

Uniforme desenhado por Flávio dos Santos Ferreira

No ano de 1997 a Cabense mudou seu escudo e uniforme pela primeira vez para a disputa das competições estaduais da 1ª divisão e também a Copa Pernambuco, confiram a campanha do Azulão no estadual:

1º Turno

Cabense 1×0 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 2×1 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 1×0 Flamengo de Arcoverde – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Central 1×3 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Flamengo de Arcoverde 1×1 Cabense – Souto Maior/Arcoverde
Cabense 1×2 Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 1×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 1×2 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Náutico 2×1 Cabense – Aflitos/Recife

2º Turno

Cabense 2×1 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Recife 0x4 Cabense – Ferreira Lima/Timbaúba
Central 2×1 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 0x0 Desportiva Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 1×1 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Cabense 2×2 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 1×1 Cabense – Arruda/Recife
Recife 0x4 Cabense – Ferreira Lima/Timbaúba
Cabense 2×2 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

E estes foram os números da Cabense no estadual de 1997:

21 jogos;
30 pontos conquistados;
05 vitórias;
06 empates com gols (valiam 2 pts);
03 empates sem gols;
26 gols marcados;
24 gols sofridos;
6º colocado entre 12 clubes.

AD Cabense - 1997

Time da Cabense em 1997 – Foto: Ciro Martins, Facebook

No ano de 1998 a Cabense mais uma vez disputou o estadual da 1ª divisão e a Copa Pernambuco, também veio o primeiro rebaixamento da história do clube, confira a campanha no pernambucano de 1998:

1ª Fase

Cabense 1×0 Flamengo de Arcoverde – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×2 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 6×1 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Grêmio Petrolândia 4×2 Cabense – Galegão/Petrolândia
Cabense 0x1 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Desportiva Vitória 2×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 0x3 1º de Maio – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×6 Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 4×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 1×3 Ferroviário de Serra Talhada – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Repescagem

Cabense 0x4 Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Flamengo de Arcoverde 2×1 Cabense – Souto Maior/Arcoverde
Grêmio Petrolândia 0x0 Cabense – Galegão/Petrolândia
Cabense 1×1 Grêmio Petrolândia – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×0 Flamengo de Arcoverde – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Recife 2×0 Cabense – Ferreira Lima/Timbaúba

Torneio do Rebaixamento

Cabense 0x1 Grêmio Petrolândia – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Desportiva Vitória 5×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×4 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Flamengo de Arcoverde 3×0 Cabense – Souto Maior/Arcoverde
1º de Maio 1×3 Cabense – Associação Rural/Petrolina

E com essa péssima Campanha esses foram os números da Cabense em 1998:

22 jogos;
11 pontos conquistados;
02 vitórias;
02 empates com gols;
01 empate sem gols;
15 gols marcados;
59 gols sofridos;
12º colocado entre 12 clubes e rebaixado para a segunda divisão de 1999.

No ano de 1999 o time da Cabense estreou pela primeira vez na segunda divisão estadual com a missão de retornar de imediato para a elite pernambucana, porém não aconteceu até o ano de 2006, durante os anos na 2ª divisão o clube quase sempre esteve na parte de baixo da tabela, variando com campanhas fracas e medianas, nada que merecesse voltar a elite estadual.

2ª divisão – 1999

Cabense 0x0 Ferroviário do Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
América 0x3 Cabense – Jefferson de Freitas – Jaboatão dos Guararapes
Cabense 0x0 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 3×2 Cabense – Ademir Cunha – Paulista
Ferroviário do Recife ?x? Cabense – Municipal de Nossa Srª do Ó/Ipojuca
Cabense 1×3 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª divisão – 2000

14 jogos;
05 vitórias;
05 empates;
04 derrotas;
20 gols marcados;
19 gols sofridos;

Associação Desportiva Cabense - Escudo 2 redesign

AD Cabense - 2001

2ª divisão – 2001

1ª Fase
Cabense 2×5 Unibol – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 1×0 Cabense – Olindão/Olinda
América 1×2 Cabense – Jefferson de Freitas – Jaboatão dos Guararapes
Cabense 2×2 Intercontinental – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Intercontinental 3×0 Cabense – Municipal de Nossa Srª do Ó/Ipojuca
Cabense 2×1 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×2 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ferroviário do Cabo 2×4 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Unibol 2×1 Cabense – Ademir Cunha/Paulista

2ª Fase
Serrano 3×0 Cabense – Pereirão/Serra Talhada
Surubim 2×0 Cabense – Coqueirão/Surubim
Cabense 1×3 Serrano – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x3 Surubim – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª divisão – 2002

1ª fase
A.E. Barreiros 2×0 Cabense – Luís Brito de Melo/Barreiros
Cabense 0x2 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 3×1 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ferroviário do Cabo 1×2 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 1×1 Cabense – Luís Alexandrino/Camaragibe
Cabense 2×3 A.E. Barreiros – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª fase
Cabense 0x0 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Itacuruba 1×1 Cabense – Gaudenção/Itacuruba
Centro Limoeirense 3×2 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Cabense 0x2 Itacuruba – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Copa Pernambuco – 2002

Cabense 2×2 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Surubim 0x1 Cabense – Coqueirão/Surubim
Cabense 2×1 A.E. Barreiros – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Intercontinental 3×0 Cabense – Municipal de Nossa Srª do Ó/Ipojuca
Cabense 2×2 Vila Rica – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Centro Limoeirense ?x? Cabense – José Vareda/Limoeiro (Cabense venceu)
Ferroviário do Cabo ?x? Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho (empate)
Cabense 1×1 Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Quartas de Finais
Cabense 2×1 Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Recife 4×0 Cabense – Ademir Cunha/Paulista

2ª divisão – 2003

1ª fase
Íbis 0x6 Cabense – Agamenon Magalhães/Goiana
Cabense 2×0 Decisão – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
A.E. Barreiros 2×0 Cabense – Luís Brito de Melo/Barreiros
Cabense 1×2 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 3×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×2 A.E. Barreiros – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Decisão 1×1 Cabense – Luís Alexandrino/Camaragibe
Cabense 1×0 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª fase
Cabense 0x3 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 4×0 Cabense – Artur Tavares Melo/Bonito
Vera Cruz 2×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 0x2 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Copa Pernambuco – 2003

Ypiranga 1×0 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe
Cabense 0x0 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 5×0 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 0x0 Palmares – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Intercontinental 3×0 Cabense – Municipal de Nossa Srª do Ó/Ipojuca
Cabense 2×1 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Surubim 2×3 Cabense – Coqueirão/Surubim
Vera Cruz 4×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Decisão 2×1 Cabense – Municipal de Água Preta/Água Preta
Cabense 1×3 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x1 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª divisão – 2004

Cabense 0x1 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho (04 de abril)
A.E. Barreiros 4×3 Cabense – Luís Brito de Melo/Barreiros
Surubim 1×0 Cabense – Coqueirão/Surubim
Centro Limoeirense 3×1 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Cabense 0x1 A.E. Barreiros – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 3×2 Surubim – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

—Uma humilde ressalva, 04 de abril de 2004 o jogo Cabense 0x1 Centro Limoeirense foi o primeiro jogo no qual eu José Henrique, administrador do Acervo Futebolístico Pernambucano pude acompanhar na minha vida em um estádio de futebol, fui acompanhado com meu pai (in memorian) e meus primos Williton e Jhonatan, descobrindo nesse dia que aprendi a gostar do futebol alternativo do interior de Pernambuco (tinha 11 anos em 2004).— 

Copa Pernambuco – 2004

Desportiva Vitória 0x0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×1 A.E. Barreiros – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 2×0 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 1×0 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x0 Manchete – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Náutico 3×2 Cabense – Aflitos/Recife
Cabense 2×0 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×4 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sete de Setembro 1×1 Cabense – Gigante do Agreste/Garanhuns

Quartas de Finais
Cabense 1×1 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Náutico 3×0 Cabense – Aflitos/Recife

Associação Desportiva Cabense (atual) - Cabo de Santo Agostinho-PE

AD Cabense - 2005-2008

O ano de 2005 começou bem para o time da Cabense, que recebeu todo o apoio da prefeitura, que realizou a reforma do Estádio Municipal Gileno de Carli, que agora tinha a capacidade para mais de 5.000 torcedores, e a estreia do campeonato Pernambucano da 2ª divisão no dia 02 de abril de 2005 contou com pronunciamento do prefeito da época e também do falecido presidente da Federação Pernambucana de Futebol Carlos Alberto Oliveira.

O Público compareceu com força e o estadio registrou mais de 5.000 torcedores naquele jogo, onde mesmo a Cabense perdendo para surpreendente Íbis de 2005 a festa ficou marcada no coração da torcida

2ª divisão – 2005

1ª fase

AD Cabense - 2005

Time que estreou contra o Íbis em 2005, foto: Gazeta do Cabo

Cabense 1×2 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho (02 de abril)
Palmares 0x0 Cabense – Ulisses Oliveira/Palmares
Cabense 0x0 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
América 0x0 Cabense – Artur Tavares/Bonito
Íbis 0x1 Cabense – Luis Alexandrino/Camaragibe
Cabense 3×1 Palmares – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 4×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 3×1 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª fase
Estudantes 1×0 Cabense – Ferreira Lima/Timbaúba
Cabense 1×3 Surubim – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×2 Estudantes – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Surubim 3×0 Cabense – Coqueirão/Surubim

Copa Pernambuco – 2005

Cabense 3×0 Catendebol – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Belo Jardim 1×0 Cabense – SESC Mendonção/Belo Jardim
Cabense 3×3 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 1×1 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense ?x? Salgueiro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Centro Limoeirense ?x? Cabense – José Vareda/Limoeiro
Cabense ?x? Desportiva Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
União ?x? Cabense – Ademir Cunha/Paulista

2ª divisão – 2006

O ano de 2006 marcou a volta da Cabense para a 1ª divisão do Campeonato Pernambucano do ano de 2007, confira a campanha que garantiu o retorno do Azulão Cabense para a 1ª divisão estadual e o vice-campeonato da competição:

1ª fase
Cabense 3×2 Usina Catende – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 4×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
América 0x0 Cabense – Agamenon Magalhães/Goiana
Cabense 0x0 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Usina Catende 1×1 Cabense – Campo do Leão XIII/Catende
Cabense 4×1 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×2 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ferroviário do Cabo 1×1 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª fase
Sete de Setembro 0x0 Cabense – Gigante do Agreste/Garanhuns
Cabense 3×2 1º de Maio – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Sete de Setembro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
1º de Maio 2×1 Cabense – Paulo Coelho/Petrolina

3ª fase
Cabense 3×1 Atlético de Vicência – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
América 0x1 Cabense – Agamenon Magalhães/Goiana
Cabense 1×0 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 3×0 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 2×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Atlético de Vicência 2×0 Cabense – Jacosão/Vicência

Quadrangular Final
Vera Cruz 1×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 0x1 Belo Jardim – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sete de Setembro 0x1 Cabense – Gigante do Agreste/Garanhuns
Belo Jardim 1×0 Cabense – SESC Mendonção/Belo Jardim
Cabense 2×1 Sete de Setembro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×0 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

O ano de 2007 prometia bastante para a Cabense, pois o clube tinha o apoio da cidade e o patrocínio da prefeitura, o Estádio Gileno de Carli recebeu arquibancadas móveis, que ampliou a capacidade para pouco mais de 5.400 torcedores, tudo trilhava para um boa campanha na elite e infelizmente não foi o que aconteceu, mais uma vez o clube fez um campanha desastrosa na elite e mais uma vez foi rebaixado para a 2ª divisão, confira a campanha do clube:

1º Turno

Sport Recife 1×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Vera Cruz 2×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 2×2 Ypiranga – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x1 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Central 1×0 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 0x0 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×2 Serrano – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 2×3 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 1×0 Belo Jardim – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2º Turno

Cabense 1×3 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x2 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ypiranga 0x1 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe
Náutico 6×0 Cabense – Aflitos/Recife
Cabense 1×2 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 2×1 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Serrano 2×1 Cabense – Pereirão/Serra Talhada
Cabense 5×2 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Belo Jardim 1×0 Cabense – SESC Mendonção/Belo Jardim

Com uma campanha fraca o clube foi rebaixado logo no seu 1º ano após o retorno a elite pernambucana, este foram os números da Cabense:

18 jogos;
14 pontos ganhos;
04 vitórias;
02 empates;
12 derrotas;
17 gols marcados;
31 gols sofridos;
9ª colocação entre 10 clubes e rebaixado para a 2ª divisão de 2008.

De volta para a segunda divisão no ano de 2008, o clube fez valer a força da torcida que mesmo rebaixado continuou chegando junto no estádio Gileno de Carli que em dias de jogos sempre tinha mais de 1.000 torcedores, o apoio da prefeitura apoiou novamente o clube e o time se tornou o clube Iô-Iô, subindo, descendo e subindo novamente, confiram a campanha do Acesso de 2008 que deu ao azulão Cabense mais um Vice-campeonato estadual.

2ª divisão – 2008

1ª fase
Cabense 1×0 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Manchete 1×2 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe
Acadêmica Vitória 3×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 5×1 Decisão – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ferroviário do Cabo 1×5 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×1 Manchete – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Acadêmica Vitóra – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Decisão 1×5 Cabense – Municipal de Itambé/Itambé

2ªfase
Cabense 0x0 Belo Jardim – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Atlético-PE 0x3 Cabense – Paulo Petribu/Carpina
Afogadense 1×0 Cabense – Valdemar Viana/Afogados da Ingazeira
Cabense 0x2 Afogadense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×1 Atlético-PE – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Belo Jardim 0x0 Cabense – SESC Mendonção/Belo Jardim

Semifinal
Cabense 1×1 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
América 0x1 Cabense – Ademir Cunha/Paulista

Grande final
Cabense 0x1 Acadêmica Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Acadêmica Vitória 1×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão

Copa Pernambuco – 2008

Cabense 0x4 Ipojuca – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 5×0 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Ipojuca 5×2 Cabense – Dr. Antônio Dourado Neto/Ipojuca
Cabense 0x1 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Após conseguir o acesso em 2008 o time da Cabense chegou com os pés no chão no ano de 2009 e conseguiu o seu principal objetivo que era de não cair para a 2ª divisão novamente, e o clube conseguiu permanecer na 1ª divisão até o ano de 2011, quando teve o seu controverso rebaixamento que foi até caso de justiça!

1º Turno

Náutico 2×2 Cabense – Aflitos/Recife
Cabense 1×0 Ypiranga – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sete de Setembro 0x2 Cabense – Gigante do Agreste/Garanhuns
Cabense 2×0 Petrolina – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Serrano 1×0 Cabense – Pereirão/Serra Talhada
Cabense 0x1 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×2 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 2×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 2×1 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Acadêmica Vitória 0x2 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Salgueiro 1×0 Cabense – Cornélio de Barros/Salgueiro

2º Turno

Cabense 1×4 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ypiranga 1×1 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe
Cabense 2×2 Sete de Setembro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Petrolina 2×2 Cabense – Paulo Coelho/Petrolina
Cabense 0x0 Serrano – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 4×1 Cabense – Arruda/Recife
Central 2×0 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 0x5 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 0x0 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 1×1 Acadêmica Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×2 Salgueiro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

22 jogos;
23 pontos conquistados;
05 vitórias;
08 empates;
09 derrotas;
22 gols marcados;
33 gols sofridos;
8º colocado entre 12 clubes.

Copa Pernambuco – 2009

1ª fase
Santa Cruz 2×0 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 2×0 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
S.E.U.B 1×1 Cabense – Campo do Leão XIII/Catende
Cabense 2×0 S.E.U.B – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 1×2 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 3×2 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

2ª fase
Cabense 1×1 Sport Recife B – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Central 3×1 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Sete de Setembro de Cupira 6×2 Cabense – Moacir Soares/Cupira
Cabense 3×1 Sete de Setembro de Cupira – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife B 5×1 Cabense – Ilha do Retiro/Recife

2010

1º Fase

Ypiranga 1×2 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe
Cabense 2×1 Sete de Setembro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x2 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Araripina 0x1 Cabense – Chapadão do Araripe/Araripina
Cabense 2×1 Acadêmica Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Central 1×0 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 0x1 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 2×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Porto 1×3 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 4×1 Salgueiro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×0 Ypiranga – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sete de Setembro 1×0 Cabense – Gigante do Agreste/Garanhuns
Santa Cruz 1×0 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 2×1 Araripina – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Acadêmica Vitória 1×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×2 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Náutico 3×1 Cabense – Aflitos/Recife
Cabense 1×3 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho (04 de abril)
Cabense 2×0 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Salgueiro 3×0 Cabense – Cornélio de Barros/Salgueiro
Cabense 1×1 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

No jogo Cabense 1×3 Sport Recife realizado no dia 04 de abril, foi registrado o recorde de público no Estádio Gileno de Carli, teve sua lotação máxima atingida que na época era de 5.459 torcedores.

Campeonato do Interior
Salgueiro 1×0 Cabense – Cornélio de Barros/Salgueiro
Cabense 2×1 Salgueiro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

24 jogos;
35 pontos conquistados;
11 vitórias;
02 empates;
11 derrotas;
28 gols marcados;
29 gols sofridos;
5º colocado no geral entre 12 clubes

Copa Pernambuco – 2010

06 jogos;
04 pontos;
01 vitória;
01 empate;
04 derrotas;
03 gols marcados;
12 gols sofridos.
Seus adversários fora o Náutico do Recife, o Atlético Pernambucano de Carpina e o União de Paulista.

No ano de 2011 veio e com ele o polêmico rebaixamento do Azulão Cabense, pois logo na primeira rodada no jogo contra o Salgueiro a partida foi interrompida aos 29 minutos por falta de energia, a aquela altura a Cabense já vencia por 1×0, o árbitro do jogo esperou então por 01 hora e a energia não foi restabelecida e a partida então foi remarcada para o dia seguinte a tarde, porém a diretoria da Cabense alegando que só tinha faltado energia no estádio era responsabilidade do Salgueiro e que não jogariam a partida no dia seguinte.

E o que a diretoria do Azulão falou se cumpriu e na partida foi declarada a vitória do Salgueiro por W.O(1×0). O campeonato rolou e a Cabense foi rebaixada por causa de três pontos, e o time levou o caso para a justiça e tudo, porém o resultado saiu em favor do Salgueiro e o Azulão Cabense foi rebaixado e não mais retornou para a elite, confiram os resultados da Cabense no estadual de 2011.

1ª Fase
Salgueiro 1×0 Cabense – Cornélio de Barros/Salgueiro
Acadêmica Vitória 0x0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×0 Sport Recife – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Náutico 1×1 Cabense – Aflitos/Recife
Central 1×0 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 1×1 América – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Araripina 3×2 Cabense – Chapadão do Araripe/Araripina
Petrolina 1×0 Cabense – Paulo Coelho/Petrolina
Cabense 2×1 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ypiranga 1×2 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe
Cabense 2×2 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Santa Cruz 3×1 Cabense – Arruda/Recife
Cabense 2×0 Ypiranga – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×4 Náutico – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
América 2×1 Cabense – Ademir Cunha/Paulista
Cabense 1×0 Central – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Araripina – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Sport Recife 3×0 Cabense – Ilha do Retiro/Recife
Cabense 1×0 Petrolina – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Porto 4×1 Cabense – Lacerdão/Caruaru
Cabense 2×2 Salgueiro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Acadêmica Vitória 0x0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão

22 jogos
22 pontos conquistados;
05 vitórias;
07 empates;
10 derrotas;
20 gols marcados;
31 gols sofridos;
11º colocado entre 12 clubes e rebaixado para a 2ª divisão de 2012.

De volta a 2ª divisão no ano de 2012 (que para muitos desportistas foi a melhor de todas as edições já realizada da competição), o time da Cabense entrou como franco favorito para voltar a elite estadual juntamente com o Acadêmica Vitória, e na fase classificatória não decepcionou tendo se classificado em 2º lugar entre os 15 participantes e ainda de quebra terminou a toda a competição com a melhor defesa da competição com apenas 17 gols tomados em 30 jogos.

Porém mesmo com a campanha brilhante na fase classificatória a Cabense decepcionou e foi eliminado nas semifinais pelo time do Pesqueira e perdeu o acesso para a elite de 2013, confiram os resultados:

2ª divisão – 2012

Fase Classificatória
Olinda 2×2 Cabense – Olindão/Olinda
Cabense 4×0 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×0 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Acadêmica Vitória 0x2 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 2×1 Atlético PE – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Carpina 1×0 Cabense – Paulo Petribu/Carpina
Cabense 2×0 Ipojuca – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Timbaúba 1×1 Cabense – Ferreira Lima/Timbaúba
Cabense 3×0 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 2×0 Sete de Setembro – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Jaguar 1×1 Cabense – Jefferson de Freitas/Jaboatão dos Guararapes
Cabense 0x2 Chã Grande – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Afogadense 0x4 Cabense – Beira-Rio/Carnaíba
Cabense 0x1 Pesqueira – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Pesqueira 1×4 Cabense – Joaquim de Brito/Pesqueira
Cabense 1×1 Olinda – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 1×7 Cabense – Ademir Cunha/Paulista
Ferroviário do Cabo 0x1 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x1 Acadêmica Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Atlético PE 0x2 Cabense – Luiz Alexandrino/Camaragibe
Cabense 1×0 Carpina – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ipojuca 2×3 Cabense – Dr. Antônio Dourado Neto/Ipojuca
Cabense 1×0 Timbaúba – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Centro Limoeirense 0x0 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Sete de Setembro 0x0 Cabense – Gigante do Agreste/Garanhuns
Cabense 2×0 Jaguar – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Chã Grande 2×2 Cabense – Barbosão/Cabense
Cabense 3×0 Afogadense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho (W.O)

Semifinal
Pesqueira 0x0 Cabense – Joaquim de Brito/Pesqueira
Cabense 0x1 Pesqueira – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

O ano de 2013 não foi bom para a Cabense, enfraquecida pela saída de todo elenco de 2012, o clube fez uma campanha pífia e ficou segurando a lanterna da 2ª divisão na classificação geral e sendo eliminado na 1ª Fase, confiram os resultados:

2ª divisão – 2013

1ª Fase
Cabense 0x2 Timbaúba – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Centro Limoeirense 3×0 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Cabense 0x1 Acadêmica Vitória – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 2×2 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Timbaúba 4×2 Cabense – Ferreira Lima/Timbaúba
Cabense 1×2 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Acadêmica Vitória 3×0 Cabense – Carneirão/Vitória de Santo Antão
Cabense 1×2 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Após o vexame na 2ª divisão a diretoria da Cabense resolveu licenciar a equipe por 02 anos para tentar o equilíbrio financeiro e voltar a ser forte clube dos anos anteriores, o clube só retornou ao futebol profissional no ano de 2016.

Neste meio tempo de 2014 e 2015 a Cabense entrou na disputa da Liga do Cabo, na categoria de juniores, e não fez feio, pois o clube ficou com o vice-campeonato no ano de 2014.

Retornando ao futebol profissional em 2016, e aproveitando alguns jogadores da base o clube voltou para a 2ª divisão e com uma campanha bastante irregular o Azulão Cabense quase conseguiu o acesso para a elite quando surpreendeu ao empatar em 0x0 com o Flamengo em Arcoverde na semifinal, perdeu o acesso ao ser derrotado em casa no jogo da volta, confiram os resultados:

2ª divisão – 2016

1ª Fase
Cabense 1×1 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ferroviário do Cabo 2×1 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×5 Timbaúba – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 0x1 Cabense – Ademir Cunha/Paulista
Cabense 1×4 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Afogados da Ingazeira 2×1 Cabense – Valdemar Viana/Afogados da Ingazeira
Cabense 2×2 Barreiros – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Flamengo de Arcoverde 5×0 Cabense – Áureo Bradley/Arcoverde

Quartas de final
Cabense 1×0 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 2×1 Cabense – Carneirão/Vitória de Stº Antão

Semifinal
Flamengo de Arcoverde 0x0 Cabense – Áureo Bradley/Arcoverde
Cabense 1×4 Flamengo de Arcoverde – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Em 2017 mais uma vez a Cabense chegou perto de retornar para a elite e mais uma vez foi eliminado na semifinal pelo mesmo Pesqueira que eliminou o clube em 2012, confiram os resultados:

2ª divisão – 2017

1ª Fase
Centro Limoeirense 1×2 Cabense – José Vareda/Limoeiro
Cabense 1×2 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Vera Cruz 2×2 Cabense – Carneirão/Vitória de Stº Antão
Cabense 3×0 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ferroviário do Cabo 0x9 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho (04 de outubro)
Cabense 1×2 Vera Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 0x2 Cabense – Ademir Cunha/Paulista
Cabense 2×0 Centro Limoeirense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Quartas de final
Porto 1×0 Cabense – Antônio Inácio de Souza/Caruaru
Cabense 2×1 Porto – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Semifinal
Cabense 0x2 Pesqueira – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Pesqueira 1×1 Cabense – Joaquim de Brito/Pesqueira

Pela 2ª divisão de 2018 o clube realizou mais uma vez uma campanha irregular e não chegou perto de voltar a elite estadual, sendo eliminado já na 2ª fase, confiram os resultados:

2ª divisão – 2018

1ª Fase
Ferroviário do Cabo 1×0 Cabense – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Sport Recife B – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 1×1 Íbis – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Íbis 2×3 Cabense – Ademir Cunha/Paulista
Cabense 3×1 Ferroviário do Cabo – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho

Quartas de final
Cabense 0x1 Petrolina – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Petrolina 0x0 Cabense – Paulo Coelho/Petrolina

Já em 2019 o clube não chegou a participar da 2ª divisão, não por afastamento nem licenciamento, e sim por causa do Estádio Gileno de Carli que não teve seus laudos exigidos para uma competição profissional entregues pela prefeitura, sendo assim a cidade do Cabo de Stº Agostinho ficou na 2ª divisão já que o Ferroviário do Cabo também não pode participar.

Para não encerrar 2019 sem competições a Cabense entrou na Copa Pernambuco que voltou ao calendário estadual depois de 07 anos, confiram os resultados dos jogos da Cabense, que foi eliminada logo na primeira fase:

Copa Pernambuco – 2019

1ª fase
Pesqueira 3×1 Cabense – Joaquim de Brito/Pesqueira
Cabense 0x6 Santa Cruz – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Cabense 0x2 Atlético PE – Gileno de Carli/Cabo de Stº Agostinho
Ypiranga 3×1 Cabense – Otávio Limeira/Santa Cruz do Capibaribe

A Casa da Cabense

O Estádio Municipal Gileno de Carli é o principal campo de futebol da cidade do Cabo de Santo Agostinho desde a década de 1960, era casa do antigo Destilaria Esporte Clube, já foi a casa do Ferroviário do Cabo e é lá onde as principais partidas da Liga do Cabo acontece, na Imagem abaixo veremos os detalhes do maior estádio da cidade.

Slide9.JPG

O time da Cabense continuará apostando nas categorias de base no ano de 2020, que ainda permanece uma incógnita para o futebol local.

A Cabense fica então registrada no nosso Acervo Futebolístico Pernambucano.

 

FONTES: Futebol Nacional, RSSSF Brasil, Pesquisa pessoal, Blog do Cássio Zirpoli

Agradecimento ao Flávio dos Santos Ferreira que redesenhou com perfeição o uniforme da Cabense utilizado em 1997.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s