Arquivo diário: 12 de janeiro de 2020

Intercontinental Futebol Clube do Recife

Por José Henrique, 12 de janeiro de 2020
Ficha do Clube
Nome
Intercontinental Futebol Clube do Recife
Fundação
26 de dezembro de 1999
Localização
Recife – Capital
Mascote
Saci
Status
Extinto
Competição
Ultima competição em 2006

O Intercontinental Futebol Clube do Recife, ou apenas Intercontinental foi um clube de futebol que tinha sua sede no Recife, porém jogava em outras cidades, o clube ficou conhecido por ser o primeiro dono do CT do Sport Recife.

Fundado em 26 de dezembro de 1999 como um clube empresa, assim como o Unibol de Paulista o Intercontinental teve uma vida muito curta no futebol pernambucano, onde começou profissionalmente no ano de 2000 quando disputou o campeonato pernambucano da 2ª divisão na cidade de Ipojuca, e realizou uma campanha brilhante e por muito pouco não conseguiu o acesso ficando entre os 4 melhores daquela edição.

Já no ano de 2001 o Intercontinental conseguiu campanha ainda melhor no quadrangular final junto com Petrolina de Petrolina, Serrano de Serra Talhada e Unibol de Paulista o Intercontinental alcançou o vice-campeonato da competição e acendeu para a primeira divisão de 2002 junto com o Petrolina.

Na elite pernambucana o Intercontinental conseguiu permanecer por 2 anos, no qual em 2002 ficou no sexto lugar com a seguinte campanha:

Intercontinental em 2002:

Pontos: 22
Jogos: 18
Vitórias: 05
Empates: 07
Derrotas: 06
Gols Pró: 26
Gols Contra: 30
Saldo de Gols: -4
Posição final: 6º lugar entre 10 clubes.

Já no ano de 2003 o clube não realizou uma boa campanha, pois acabou na penúltima colocação e como consequência acabou sendo rebaixado e assim o clube disputou sua ultima edição na elite estadual:

Intercontinental em 2003

Pontos: 18
Jogos: 18
Vitórias:04
Empates: 06
Derrotas: 08
Gols Pró: 29
Gols Contra: 44
Saldo de Gols: -15
Posição Final: 9º lugar entre 10 clubes – Rebaixado

De volta a 2ª divisão no ano de 2004, o Intercontinental junto com Flamengo de Arcoverde, Grêmio Petrolândia e Ferroviário do Cabo desistiram de participar pouco antes do torneio começar, os motivos da desistência nunca foram esclarecidos, mas o mais provável é que tenha sido problema com o mando de campo.

No ano de 2005 o clube volta a disputar a 2ª divisão e com um time já não tão forte como nos anos anteriores o Intercontinental não foi longe na competição, sendo eliminado logo na 2ª fase do torneio.

E no ano de 2006 foi o último ano do Intercontinental Futebol Clube do Recife, e não podia ser de forma mais melancólica possível, pois o time abandonou junto com Manchete, Grêmio Petrolândia e Centro Limoeirense o Campeonato Pernambucano da 2ª divisão quando a tabela já tinha sido divulgada, sendo assim seus jogos foram considerados todos vitórias para os adversários, a partir de 2006 o Intercontinental foi extinto do Futebol Pernambucano.

Durante seus anos ativos o time do Intercontinental nunca mandou um jogo sequer no Recife, pois sempre migrava de cidade em cidade no estado, confiram:

2000 – Estádio Municipal Jacosão em Vicência


2001/2005 – Estádio Municipal de Nossa Srª do Ó – Ipojuca


2006 – Estádio Municipal Moacir Soares – Cupira


A extinção do clube e venda do CT do Intercontinental

Após desistir da 2ª divisão em 2006, os dirigentes do Intercontinental sentiram o quão era difícil manter um clube profissional ativo, e de fato as contas começaram a pesar e a vontade de continuar foi se esvaindo, até que se deu início nas negociações para a venda do CT do Intercontinental, localizado em Paratibe, e seu futuro comprador seria ninguém menos do que o Sport Club do Recife, a venda foi finalizada em setembro de 2008 pelo valor total de R$ 2.000.000,00 (2 milhões de reais).

Centro de Treinamento comprado pelo Sport Recife.

Fontes: Futebol Nacional, RSSSF Brasil, Diário de Pernambuco/Esportes
Publicidade