Arquivo diário: 22 de setembro de 2018

Palmeiras Esporte Clube

Postado Por Henrique Martins Feitosa
Blogueiro, Administrador e Gestor de RH
22/09/2018 – Cabo de Santo Agostinho
Fonte: Wikipédia, Facebook do Clube


Ficha do Clube
Nome
Palmeiras Esporte Clube
Fundação
07 de Setembro de 1949 (ou 1945)
Cidade/Mesorregião
Petrolina – Sertão do São Francisco
Estádio
Paulo Coelho – 5.000
Status
Amador
O Clube
Palmeiras Esporte Clube é uma agremiação esportiva brasileira da cidade de Petrolina, no Sertão do São Francisco de Pernambuco e tem como modalidade principal o futebol.
A história do clube começa em 7 de Setembro de 1949, quando o clube foi fundado por jovens proletários idealistas e genuínos petrolinenses, que devotaram suas vidas ao amor pelo esporte amador, estes jovens eram os irmãos Elias Lima da Silva e José Lima da Silva. Personalidades conhecidas na cidade de Petrolina que, sem nada receberem em troca, chegaram a gastar o próprio patrimônio pelo esporte, num tempo romântico, onde se fazia tudo por amor. Um dos clubes que fazem parte da história do futebol amador de Petrolina, o Esporte Clube Palmeiras, é o time do bairro Atrás da Banca, onde moravam seus fundadores. A data de fundação 7 de setembro, remete a mesma data de Independência do Brasil. Apesar de ter sido fundado oficialmente em 1949, há alguns testemunhos dando conta que o clube existe desde 1945, sendo um dos Palmeiras mais antigos do Brasil e da cidade de Petrolina. Neste ano, já se jogava nos terrenos baldios e várzeas com as cores do Palmeiras, numa homenagem ao grande time do Palmeiras de São Paulo, campeão do Campeonato Paulista de Futebol de 1942. Além do Palmeiras, Petrolina conta com outros clubes que atualmente são amadores, dentre eles existem:
América Futebol Clube
Caiano Sport Club
Ferroviária Esporte Clube
Náutico Esporte Clube
Palmeiras Esporte Clube
Flamengo Futebol Clube
Desde os primeiros jogos disputados pelo Palmeiras de Petrolina em competições amadoras, sempre foi com o escudo do Palmeiras em singela homenagem ao clube paulista. Mas quando foi fundado, o escudo não tinha nenhuma igualdade em relação ao que é usado atualmente pela equipe alve-verde paulista. Apenas a letra “P” no centro do escudo, era idêntico, além dos nomes do clube e do município escritos em forma circular.
O segundo escudo usado em 1968 era o que o Palmeiras usava quando foi campeão paulista de 1942. O Palmeiras de Petrolina usa o que é utilizado pela equipe paulista nos dias de hoje, com o famoso design que é a identidade do maior campeão nacional.

Ao longo dos seus 68 anos, o Palmeiras Esporte Clube já foi semiprofissional e já disputou a extinta Série A3 do Campeonato Pernambucano de Futebol que na época era conhecido como Copa do Interior das Ligas Municipais.
Na campanha o clube foi parado apenas nas quartas de finais, na primeira fase, eliminou o Grêmio São José de Surubim pelos placares de 1×1 e 2×1, nas oitavas de final eliminou o Cruzeiro de Toritama pelos placares de 0x1 e 3×0 e por fim foi eliminado pelo clube que viria ser o campeão da competição naquele ano, o Ferroviário do Cabo e depois de empatar em casa por 0x0, no estádio Gileno de Carli no Cabo perdeu por 2×0 dando adeus a competição naquele ano e não retornando mais as atividades semiprofissionais.
Títulos
 Municipal de Petrolina
2011
Desempenho em competições
Pernambucano 3ª divisão
2000
3º Fase

Imagens Raras
Time do Palmeiras em 1982

Publicidade

Clube Operário de Cultura Leão XIII Futebol Clube

Postado Por Henrique Martins Feitosa
Blogueiro, Administrador e Gestor de RH
22/09/2018 – Cabo de Santo Agostinho
Fonte: Catende Notícias, Cacellain, a História do Futebol



Ficha do Clube
Nome
Centro Operário de Cultura Leão XIII Futebol Cube
Fundação
13 de Setembro de 1941
Cidade/Mesorregião
Catende – Zona da Mata
Estádio
Anteógenes Chaves – 3.000
Status
Amador


O Clube
O Leão XIII Futebol Clube foi um clube brasileiro de futebol da cidade de Catende, localizada na Zona da Mata pernambucana.
Foi fundado em 1941 pelo coletor estadual Jaime Albuquerque, que ao chegar em Catende percebeu a falta de práticas esportivas na cidade.
Seu primeiro estádio foi o Campo da Saudade, posteriormente renomeado Estádio Costa Azevedo, em homenagem a João da Costa Azevedo, conhecido como “Seu Tenente”, que falecera em 1950.
Revelou vários jogadores que brilharam em clubes do Recife, como o goleiro Teobaldo, que jogou por Santa Cruz e Náutico. Participou várias vezes do Campeonato das Usinas e outras competições interiorana.
Em competições oficiais o clube esteve presente na edição de 2000 da 3ª divisão pernambucana, onde na primeira fase eliminou o Cinco Estrelas de Garanhuns pelos placares de 3×0 na ida e na volta, porém a caminhada do clube se encerrou logo na 2ª fase quando o mesmo foi eliminado pelo time do Gameleira nos pênaltis depois de dois placares de 2×2, pondo um final em suas participações em competições oficiais.
Depois deste ano o clube ainda se dedicou a alguns anos no futebol amador e atualmente encontra-se licenciado.


Desempenho em competições
Pernambucano 3ª divisão
2000
2º Fase


Fotos e Imagens

Resultado de imagem para Leão XIII Futebol Clube catende
Escudo Antigo

Resultado de imagem para Clube Operário de Cultura Leão XIII
Time do Leão XIII na década de 60

Resultado de imagem para Leão XIII Futebol Clube catende
Estádio Anteígenes Chaves (Foto: 

Clube Atlético Cultural Alegriense

Postado Por Henrique Martins Feitosa

Blogueiro, Administrador e Gestor de RH
22/09/2018 – Cabo de Santo Agostinho
Fonte: Cacellain, a História do Futebol

Ficha do Clube
Nome
Clube Atlético Cultural Alegriense
Fundação
11 de Julho de 1968
Cidade/Mesorregião
Chã de Alegria – Zona da Mata
Estádio
José Correia de Oliveira – 2.000 (Glória do Goitá)
Status
Amador

O Clube
O Clube Atlético Cultural Alegriense é uma agremiação do Município Chã de Alegria (PE). Fundado no dia 11 de Julho de 1968, a sua Sede fica situada na Rua Virgilina Tavares de Andrade, s/n, no Centro da cidade. Chã de Alegria é um município com 13.105 habitantes, segundo o Censo do IBGE de 2014, e fica a 52 km da capital do Recife.
Na esfera profissional, o C.A.C. Alegriense disputou o Campeonato Pernambucano da 3ª Divisão, em 2000, onde mandou os seus jogos no município vizinho de Glória do Goitá, que fica a 9 km de distancia de Chã de Alegria, onde na ocasião enfrentou o Náutico Trigueiros de Vicência na primeira fase e eliminou os alvirrubros pela sonora goleada de 6×2 em plena casa adversária.
Na segunda fase, o time do Alegriense recebeu o Barcelona de Igarassu e perdeu por 3×2, e por não ter comparecido no jogo da volta, acabou perdendo a partida por W.O, epor consequencia foi eliminado e não mais retornando as competições oficiais.
Atualmente o clube tem se dedicado a campeonatos amadores e amistosos pela região, também mantem um trabalho com as categorias de base.

Desempenho em competições
Pernambucano 3ª divisão
2000
2º Fase

Foto
Time do Alegriense em 2014